Manuais

Como sobreviver às festas de fim de ano


Nessa época do ano, quem acompanha o EÁ está acostumado a ver publicações com sugestões de presentes de natal e na maior parte das vezes essas sugestões não servem para muita coisa… Geralmente são compostas por itens que não existem ou que são astronomicamente caros e quando são sugestões factíveis, são coisas como isso:

Mas essas sugestões são sempre muito bem selecionadas e muito bem justificadas(?) e de fato deixariam qualquer nerd super feliz. Esse ano, no entanto, quero fazer algo diferente. Nada de listas… Nesse ano teremos um brevíssimo guia/manual de sobrevivência que foi concebido empiricamente durante anos e totalmente baseado em minhas experiências e dificuldades sociais. Se o texto fizer sentido para você, ótimo! Espero ter ajudado e bem vindo ao clube dos introvertidos com tendências anti-sociais! Caso contrário, saiba que existem pessoas que pensam e agem de forma muito diferente da sua. =D

Pois bem… As festas de fim de ano, natal e o ano novo, são os eventos sociais que mais afetam meus estados de equilíbrio quântico e que me colocam em DEFCON 2. O motivo é simples de resumir, são as festas! Mas é muito mais do que isso. Se fosse um simples evento social eu poderia dizer:

Não, valeu! Vou ficar em casa mesmo. Muito obrigado pelo convite.

Mas não! Não é simples assim! Nesse caso, sua família está envolvida, todos aqueles parentes que você quase nunca vê e com os quais você não tem muita afinidade/assunto estão lá. Também temos as expectativas de todas essas pessoas sobre você e seu futuro, temos as tradições que envolvem comidas estranhas ou que você não gosta, temos músicas diametralmente opostas ao seu gosto musical e não podemos nos esquecer do culto a falsos deuses… Enfim! Deu pra terem uma ideia! Mas independentemente de todos esses fatores, essas são pessoas que você ama, são pessoas que de certa forma fizeram/permitiram que você seja o que você é hoje! (Ok, nem todas) Então, por que não fazer o esforço de participar desses eventos? Afinal, você teve o ano todo para acumular energia para isso. =/

Bem, considerando que participar de tais eventos não é uma tarefa simples de se evitar, vamos para a parte útil desse artigo: Você foi nesse evento social… e agora? Como proceder? Basicamente, você tem três opções:

(1) Ativar algum cheat code de extroversão e participar de tudo que está rolando.
(2) Ficar na sua, quieto em algum lugar que não chame muita atenção.
(3) Qualquer combinação linear das duas opções anteriores.

Em uma primeira análise, pode-se dizer que a opção (1) pode funcionar bem (desde que você saiba o cheat code). Participando de tudo, todos ficarão felizes a sua volta, mas… você vai exaurir todas as suas energias muito rapidamente e, geralmente, esse tipo de abordagem cria um loop de feedback positivo que exige mais e mais extroversão, que por sua vez consome mais e mais energia e eventualmente, você morre. Nunca vi acontecer, mas acredito que seja possível. No caso da opção (2) não há risco de morte envolvido[1], mas ficar quieto chama atenção… O humano médio comum consegue farejar quietude a 500 metros de distância e brilhantemente confunde isso com solidão/depressão. Quando isso acontece, eles avançam sobre o humano quieto e bem… não queira saber o que acontece! Sua melhor alternativa é a opção (3) que combina elementos das opções (1) e (2).

Minha sugestão é a seguinte: procure um local próximo a alguma rota de movimento das pessoas, assim elas podem te ver e eventualmente interagir com você. A vantagem desse posicionamento é que elas sempre estarão de passagem. Outra dica importante é: Se houver algum tipo de atividade manual que ninguém queira fazer, faça! O fato de estar ocupado fazendo algo que ninguém quer é uma ótima camuflagem e também previne que venham falar com você com medo de você pedir ajuda na tarefa! Fique sempre alerta, não pareça quieto e nem excessivamente feliz, mantenha os níveis de extroversão em 36% (nem mais, nem menos). Uma vez que esteja instalado em sua posição, eventualmente você irá escutar e/ou participar de conversas. Essas conversas podem abranger um espectro realmente vasto de opções… Podem ser sobre questões políticas na Alemanha Nazista, podem ser sobre táticas subversivas economia doméstica, podem ser sobre a mais nova dieta do caldo de abacaxi com jiló, podem ser sobre como cientistas estão irresponsavelmente desafiando deus, podem ser sobre investimentos em metais não-precisos que eventualmente podem vir a ser precisos no futuro, podem ser sobre um nova DST mortal transmitida por sonhos eróticos compartilhados via Facebook, podem ser qualquer coisa!! Pode até ser sobre algo que você se interessa! Tipo, assistir Rogue One[2]… ué, pode ser!! Portanto, esteja preparado pra tudo! Mas participar de todas não é uma abordagem muito sábia… Não! E para te ajudar a decidir quando interagir com outras pessoas, fiz esse fluxograma:

A recursividade é para lembrá-lo de que isso vai acontecer para todo o sempre… O_O

Simples não? Siga essas dicas e você se sairá muito bem…
Espero te ajudado e lembre-se: a Força está com você e você é um com a Força.

=/

Notas do Autor:

[1] A menos que você se esconda tão bem que a festa acabe, você não perceba, todos vão embora, você fica preso, a comida acabe e você morre…
[2] Já assistiu? Eu já… O_O



14 especialistas já comentaram!

  1. Paulo R.

    Ei QF, quando teremos uma colaboração sua com o Davi do Primata Falante lá no BláBláLogia?

  2. QF

    @Paulo R. Vixi, sei não… acho bem pouco provável! Hehehehe. Esse negócio de vlog não é comigo viu! Huahuahua….

  3. Diogo Lima

    Álcool é sempre a solução: você bebe e cumpre sua cota de extroversão. Depois se recolhe num canto afastado e ninguém te incomoda porque você está bêbado e como é uma festa de família ninguém te zoa, no máximo aquela tia te oferecendo um chazinho de boldo vai aparecer.

  4. QF

    @Diogo Lima Huhuahua… Álcool pode ser considerado um cheat code do GTA da vida… =P

  5. Ana MK

    São boas sugestões mas, no geral, senti que você escreveu pensando em situações com bastante pessoas envolvidas (bastante = +6) e que não estejam sentadas todas à mesma mesa.
    Quando você é forçado a se sentar justo em frente à prima de xº grau do seu cônjuge e ela está interessada em conversar e te conhecer, mas a recíproca não é verdadeira, é sofrido =/

  6. QF

    @Ana MK Você tem toda razão! A efetividade dessas dicas são proporcionais ao número de participantes da festa. O tipo de evento que você descreveu é o pior de todos! Minha solução pra ele é: Tanatose.

  7. Niet

    Você tem que virar YouTuber, otimo guia vou rodar esse algoritmo quando for pra casa

  8. QF

    @Niet Sobre virar Youtuber: Nyet! Heheheh…
    Sobre rodar o algoritmo, não se preocupe com os warnings de compilação, tudo dará certo! =P

  9. Faok

    Nós conseguimos tirar vc da dungeon algumas vezes….
    :P
    By the way… dia 20 de janeiro estaremos por aí….

  10. Ruvânia

    Sugestão para enriquecer o nobre algoritmo: se for possível, leve seu próprio roteador e internet para fornecer wi-fi grátis para todos….
    p.s.: Eu normalmente costumo interagir com o animal de estimação da casa.

  11. QF

    @Faok Blz! Hehehe… Mas lembro que o termo que vocês usavam não era “tirar vc da dungeon”, acho que era “sequestro” Hahuauhauhhuahuahua!!

    @Ruvânia Animais são uma boa também! Mas seu comentário me fez lembrar de outra situação: crianças! Tomem muito cuidado com crianças! Elas nunca param de aparecer!

  12. Faok

    @QF vc é físico ou professor de português??? Coisa mais inconveniente tentar achar todos os sinônimos possíveis para os termos… hahahahaha…
    Topa ir na sergel, se não estiver chovendo???

  13. Sorete

    Na primeira linha da primeira condição, onde diz “Faz sentido”, eu geralmente inverto o sim pelo não justamente pra bagunçar a reunião, induzir entropia e aquecer o debate à milhares de kelvin, para depois depor aos policiais (enquanto os paramédicos levam os feridos) “foi só uma troca amigável de opiniões, eles levaram suas idéias muito para o lado pessoal”.

    @QF, quanto a perder a timidez e ser youtuber, se tu já deu aula pra um bando de pivetes do fundamental 2, é quase a mesma coisa, com a diferença que a câmera não puxa uma faca e te ameaça de morte se não passá-la de ano. (isso acontece depois, nos comentários, mas é fácil de lidar sabendo demonologia computacional)

  14. QF

    @Sorete Assim você faz qualquer festa virar um filme do Bud Spencer (se for velho o suficiente vai lembrar =P).

    Sobre virar youtuber… Já vi como são as coisas em aulas de ensino médio e de universidade. Mas você se esquece que nesses ambiantes, diferente do youtube, eu tenho uma grande aliado, A PROVA FINAL! Muahuahuahuahu…

Faça um comentário...

*Atenção! Letras pequenas! Aviso importante: O sistema de comentários do Efeito Ázaron é um espaço para os leitores publicarem suas opiniões e comentários relacionados ao conteúdo. Todo e QUALQUER texto publicado nos comentários por terceiros não reflete a opinião do site e é de exclusiva e integral responsabilidade do leitor que o escreveu. Ao comentar aqui, o usuário concorda que SEU texto é de SUA responsabilidade, e não do site.

Theme by Anders Norén