Científico

Guarda-chuvas e as Leis de Conservação de Azar


Chuva. Quem não possui meios de transporte – que não sejam as próprias pernas ou veículos propulsados por sua própria força – e está à mercê das intempéries, sabe muito bem do que estou falando… Chegar ensopado em algum compromisso sério não é nada divertido e muda completamente sua visão sobre esse fenômeno.

Pois bem, recentemente tive que enfrentar condições climáticas adversas para chegar à faculdade, obviamente… cheguei molhado! Enquanto culpava os ázarons pela minha calça, tênis e meias molhados tive uma visão! Uma imagem na minha cabeça… uma imagem disso: Esse post! [1]

Sendo assim, hoje vou mostrar como a grandeza azar se comporta e se desenvolve num sistema e para isso vou usar uma situação cotidiana, nesse caso… a chuva!

Vamos lá, a questão central aqui é: ficar molhado! Como isso acontece? Bem, os físicos respondem perguntas complexas como essa reduzindo-as a perguntas/problemas cada vez mais simples. É o que fazemos! Aproximamos problemas a outros mais simples e equivalentes. (Lembram-se da aproximação de Baker para o problema do pato de uma perna só? Não? Então recomendo a leitura de Um pato de uma perna só… nada em círculos?)

Então, primeiramente vamos supor que você não esqueceu seu guarda-chuva em casa! Isso é muito importante! Agora que você já está na chuva e de posse de seu guarda-chuva… vamos dividir/reduzir nosso problema em duas partes, vamos dividir a quantidade de água que irá atingir seu corpo em duas componentes independentes: b) Água da chuva defletida em sua direção pelo vento e/ou seu movimento relativo à chuva. a) Água da chuva que escorre pelas bordas de seu guarda-chuva e pinga exatamente em cima do seu pé quando você dá um passo à frente.[4] Essa acontece muito comigo..

Caso a)Caso b)
“Não zuarás dos desenhos do QF.”

 
Vamos examinar ambas componentes do problema, separadamente, e mostrar como o azar se conserva sob qualquer tentativa de solucionar o caso.

Primeiramente, tomemos o caso b). Para evitar ser molhado, você poderia tentar mudar o ângulo de ataque de seu guarda-chuva para compensar o vento e/ou seu movimento. Mas percebam que o azar se manteria constante… você PODERIA se molhar menos, em contrapartida seu arrasto aerodinâmico aumentaria significativamente e/ou sua visão do caminho seria dramaticamente prejudicada, podendo fazer com que você se choque com obstáculos.
Você também poderia usar botas enormes e bizarras. Certamente, não iria se molhar, mas pode ter certeza de que não esse azar se conservou e foi convertido em… por exemplo, azar com mulheres!

– O que? Não acredita? Olha pra esse cara… link

Agora, vamos analisar o caso a). Poderíamos resolver tudo facilmente usando um guarda-chuva maior. Sendo ele maior, as gotas não cairiam no seu pé… Porém, esse guarda-chuva será mais pesado e difícil de transportar. Viram? Novamente o azar se conservou! Para não molhar os pés, você vai ter que carregar mais peso… praticamente na proporção exata de que se tivesse levado outro par de tênis na mochila.

Mas ainda não estamos convencidos! Vamos propor uma solução drástica e não-convencional e ver o que acontece. Vamos fazer o seguinte, imagine que… se as gotas que pingam das bordas do guarda-chuva pudessem sair com uma certa velocidade tangencial, nesse caso elas não atingiram mais nossos pés, mochilas etc. Pensaram no que estou pensando?

AzaronTech Rainator 5000+!
AzaronTech Umbrella
Guarda-chuva giroscópico anti-ensopante à combustão interna![5]

 
Um guarda-chuva rotativo com motor dois tempos, partida à corda, flex (funciona com gasolina e/ou etanol) e com controle de rotações por minuto!! Há! Chupa essa Universo! Nada de pingos nos nossos pés, certo? Errado! Vejamos por quê…

Duas coisas podem acontecer, uma delas conserva o azar e a outra aumenta o azar.
Se você, e apenas você, em todo o Universo usar a solução do guarda-chuva rotativo… o azar que estaria associado a você seria projetado a todos que cruzassem seu caminho, uma vez que a água que escorre pelas bordas de seu guarda-chuva seriam espalhadas numa área a sua volta, podendo atingir pessoas próximas. Além de direcionar seu azar a eles, isso poderia fazer com essas pessoas ficassem… ham… irritadas com você! Dependendo do caso, o azar pode chegar até níveis letais.

Por outro lado, se todas as pessoas passassem a usar guarda-chuvas rotativos, todos iriam experimentar a mesma quantidade de azar que experimentariam se ninguém os usasse! Ou seja, a água que você estaria evitando seria jogada em você por outras pessoas com seus guarda-chuvas rotativos.

Viram? Não temos como escapar, são as leis da termodinâmica… no caso, a termodinâmica azarônica, e ela nos diz:

A quantidade de azar de um sistema fechado só pode aumentar ou se manter constante.

Resumindo, a moral da história é a seguinte: Se você existe, você vai se dar mal e a tendência é piorar! [6]

=/

Notas do Autor:

[1] Excluindo tudo que estava antes dessa nota, senão… esse post seria um loop infinito. [2]
[2] Sim, construí aquela frase daquele jeito porque lembrei de De volta para o futuro. [3]
[3] Não lembra? Quando o Doutor Brown conta a história de como teve a ideia do capacitor de fluxo…
[4] Eu sei que as letras estão na ordem errada, é que desenhei assim e fiquei com preguiça de trocá-las.
[5] Estou trabalhando num nome comercial ainda pior.
[6] Estou meio depressivo né? É o mestrado… maldito!
 




22 especialistas já comentaram!

  1. Fernanda

    Hahahaha! Pior é que assim mesmo.
    Sem contar aqueles dias em vc acorda, olha lá fora, o tempo está feio e vc leva o guarda-chuva (às vezes leva até o grandão difícil de carregar) e de tarde sai aquele puta sol de 35º C.
    E o dia que vc olha pra fora, está aquele solão, e vc não leva guarda-chuva (carregar essa tralha pra quê?) e cai aquela chuva torrencial… =/

  2. Diogo

    o pior mesmo são esses guarda chuvas de R$5, que vc nem usa mas fica tanto tempo socado na mochila que quando pega ja ta quebrado =\
    ou quando bate uma ventania que vira do avesso.

  3. QF

    @Fernanda Acontece direto, principalmente pra quem fica dentro do lab sem ver como o tempo está evoluindo lá fora… um saco…

    @Diogo Huahuahuhau verdade! Pior, eu já tive um desses que eu tinha que ficar segurando pra ele ficar aberto na posição certa… era tenso!

  4. Encélado

    Meeeeew!! Apesar do fato de jamais podermos nos livrar dos azarons – e da agua da chuva- devo dizer que essa idéia foi MUITO foda!! Me chame se precisar de um single pro produto quando tiver o nome comercial from hell pra tal ;D

    E os desenhos ficaram ótimos. ^^

  5. Encélado

    Algo que me veio agora lendo os outros coments: Seria possivel criar tal guarda-chuva de forma que ele seja dobrável? pq ai da pra carregar na bolsa e tal né? ‘-‘ E os ferros da montagem são resistentes né? pq se ele tb virar qnd ventar (na minha cidade em Minas precisaria ser de sei lá, barras de ferro p n viri…) tenha dó u_u…

  6. Caveira Solidário

    É @QF… sei bem como vc está se sentindo… Já morei em Curitiba…

    Mas pense pelo lado positivo: vc pode usar a sua toalha (ela está ai, não está???) para se secar.

    Já aqui em BsB estamos usando as toalhas como filtro respiratório… quase 100 dias sem saber o que é chuva. Umidade do ar rondando (e várias vezes abaixo) dos 10%…

  7. Xou

    QF, acredito que o AzaronTech Rainator 5000 poderia aumentar ainda mais o azar, porque:
    i) ele iria criar uma região de baixa pressão embaixo dele, e te encharcar todo de baixo para cima! (ou algo assim)
    ii) com o vento, ele iria dobrar e sair de controle, te fazendo voar como a tal máquina voadora do da vinci!
    te levando acidentalmente para algum lugar ruim, e sem gatas, como os comerciais de cerveja

  8. Caveira Preocupado

    E pra complicar, acabaram de noticiar no JN: acharam lixo radioativo numa rua de Brasília…

    Juro que não fui eu!

    Mas desconfio que é coisa do Faok, afinal, é a área dele…

  9. QF

    @Encélado Opa! Já conseguimos uma modelo para os comerciais! =D
    Você quer um Rainator 5000+ dobrável??? =o

    @Caveira Ahh, a toalha… a toalha é sempre útil né? Mas naquele dia eu estava sem… esqueci =$ Hehehe

    Cara, eu vi o lance do lixo radioativo! Na hora lembrei de vocês!! =o

    @Xou Huhauuhahuauh… É o que ganhamos tentando lutar contra as forças do Universo. O azar não nos dá trégua… e ainda temos os riscos de explosão! HUuahuhahua

  10. Cara =P sem noção! PATENTE NA CERTA! =P, você pode ganhar Milhões na Máfia Russa! ^^!

  11. quasebióloga

    QF! vc nunk, repito NUNK, deve esquecer sua toalha!!!!!!!

    mais adorei a idéia….. se eu usar um…. esse treco q vc inventou, e….. tiver o Anderson Silva como guarda costas… ai funcionaria????

  12. jonathan

    so novo aq mas ja tinha resolvido esse problema faz tempo.É so vc ficar girando (de vez enquando) o garda chuva( ou ñ sair de casa[ o q geralmente ñ da pra fazer temos de sair])
    flw.
    ps: acabei descobrindo este saite pq tava procurando coisas do codigo morse.

  13. Fernanda

    @Cavaeira Preocupado e @QF
    Lixo Radioativo na rua em Brasília?????
    QF!!! VC CRIOU MONSTROS!!!

  14. QF

    @Raphael Patente? Hehehe… vou falar com algum chefão da máfia russa pra ver se ele me empresta a grana pra patente… ^^

    @quasebióloga Uma hora, o guarda-costas não ia dar mais conta de tanta gente querendo te encher de porrada! Hehehehe…
    Sim, esqueci a toalha, mas foi só aquele dia… ^^ Juro!

    @Jonathan A ideia veio justamente de ficar girando o guarda-chuva! Mas ainda se aplicada o fato de todos passarem a te odiar por isso… hehehehe

    @Fernanda EU? Só se foi o lixo radioativo… euuuuu não! Huhauaahuauhauhhau

  15. Caveira

    @FAOK!!!! CONFESSE!!!!!

    Foi vc que largou esta porcaria radioativa aqui em BsB. Foi por isto que estava gargalhando…

  16. quasebióloga

    Caveira…acho q foi a fuinha…. notou q ela nem apareceu ainda?

  17. Evil Fuinha

    @QF Pooooxa.. esse post demorou, em???
    O Faok até já achou alguma coisa que perdeu depois do ultimo aumento de azarons por ficar na sua presença!!

    @Caveira mas vc ainda nem recebeu O Embrulho…..

    @QuaseBiologa que injusta!! eu ando apenas cuidando do nosso minério de urânio que irradia apenas o vizinho com péssimo gosto musical!

  18. Faok

    @Caveira, @QF, @Todos – A culpa é toda da comissão… não me ponham no meio disso…
    Poxa… de novo!! A comissão está dormindo em seus controles…
    Cadê a Salvaguarda???
    ¬.¬
    @QF – Você tem que parar de usar sua capa de chuva das meninas superpoderosas, ou dos transformers, não lembro direito qual é…

  19. Caveira

    @Fuinha, nem eu recebi, nem vocês…
    Voltei ao trabalho hoje e levei o pacote com o licor de capsaicina para despachar… E os Correios entraram em greve!

    Ázarons…

  20. quasebióloga

    irradia apenas o vizinho com péssimo gosto musical…….ah! então eu dou tooodo o apoio, se for funk ou pagode o apoio é maior ainda ok? ^^

  21. Robson

    Será que daria para colocar umas calhas, um gerador e uma saída USB no guardachuva para carregar o meu celular? =p

  22. Isadora

    nossa. lembrei de quarta feira passada, eu molhada até o joelho na prova de lab de fisica 2 o.o eu acho que as leis da termodinâmica azarônica são mais severas com alunos da física o.o

Faça um comentário...

*Atenção! Letras pequenas! Aviso importante: O sistema de comentários do Efeito Ázaron é um espaço para os leitores publicarem suas opiniões e comentários relacionados ao conteúdo. Todo e QUALQUER texto publicado nos comentários por terceiros não reflete a opinião do site e é de exclusiva e integral responsabilidade do leitor que o escreveu. Ao comentar aqui, o usuário concorda que SEU texto é de SUA responsabilidade, e não do site.

Theme by Anders Norén