Científico, Manuais

Classificações físicas de namoros problemáticos


Nos últimos três anos apresentei diversas sugestões de presentes para o dia dos namorados. No entanto, algumas pessoas/casais que se utilizaram dessas sugestões (ou não, tanto faz) podem não estar satisfeitas com o atual estado de seu relacionamento… Ou ainda pior!! Pode ser que elas nem saibam que não estão satisfeitas.

Namoros problemáticos

 
Sendo assim, diante da minha larga experiência como conselheiro amoroso virtual / psicólogo de plantão (é, muita gente confunde físicos com psicólogos… mas isso é história pra outro post ¬¬) resolvi escrever um pequeno guia com alguns dos principais tipos de namoros problemáticos sem futuro que vi por ai…
Vamos lá!

NAMORO INERCIAL
O namoro inercial é extremamente comum de acontecer com casais que estão juntos há muito tempo (onde muito tempo pode variar de alguns meses até décadas) e que os integrantes já não tem interesse um pelo outro. Porém… devido a certas condições, como: compromissos, preguiça, medo e até amizades que o casal compartilha, fica difícil para eles sequer pensar na ideia de separação. É como se todos esses fatores contribuíssem com uma massa namoracional que torna cada vez mais difícil parar o namoro.
Uma versão mais séria desse problema é o casamento inercial.

NAMORO SUPER-CORDAS
O namoro super-cordas é aquele que ainda nem começou e que o “casal” se baseia em enormes quantidades de planos mirabolantes e suposições teóricas – calculadas em conjunto, ou não, durante longos períodos de tempo – que precisam de experimentos proibitivamente caros e complexos para provar viabilidade do namoro.

NAMORO MOTO-PERPÉTUO
Esse tipo de namoro também é muito comum, mas apenas em namoros que ainda estão em seus estágios iniciais. O namoro moto-perpétuo é aquele em que os integrantes acham que serão felizes pra sempre, que tudo dará perfeitamente certo em suas vidas, que nunca irão brigar e que viverão de seus sonhos numa casa linda com seu golden retriever de estimação.
O que esses casais não sabem é que as leis da termodinâmica proíbem esse tipo de relacionamento. Felizmente, não é necessário atuar sobre o casal para caírem na real, o Universo faz isso muito bem.

NAMORO RADIOATIVO
Namoros radiativos são muito instáveis, destrutivos e podem durar períodos que vão de nano-segundos a alguns anos. Casais nesse tipo relacionamento quase sempre estão brigando, fazendo do namoro algo chato, fatigante e de alto consumo de combustível emocional.
Em seus estágios finais, o tempo de meia vida do casal chega a um ponto em que decaem para duas ou mais coisas diferentes que nunca mais irão se juntar.
*O Namoro radioativo também é prejudicial para as pessoas que convivem com o casal.

NAMORO RELATIVÍSTICO
Também conhecido como namoro platônico, é aquele em que apenas um dos integrantes do “casal” é que sabe da existência do “relacionamento” em questão. Ou seja, o status “namoro” depende do referencial, seja este inercial ou não. É muito comum na infância e em maníacos-obsessivos-psicóticos( também vale para qualquer outra permutação cíclica desses parâmetros).
Dependendo do seu referencial você pode: não fazer ideia de que está namorando alguém ou nunca saber que a pessoa que você está “namorando” não esta sabendo disso.
Se você conhece alguem nessa situação é interessante encaminha-la a ajuda profissional de um físico ou psiquiatra.

NAMORO GATO DE SCHRÖDINGER
Sabe aquele casal que está sempre, sempreeeee, brigando e que no final de cada briga cada um vai pro seu lado sem saber se o relacionamento acabou ou não? Então, esse é o namoro gato de Schrödinger, uma vez que só é possível descobrir o real status do namoro “abrindo a caixa e conferindo”.
Nesse caso, a solução para o problema é desconhecida, já que… “ninguém entende Mecânica Quântica” (R. Feynman).

NAMORO MPEMBA
O namoro mpemba é aquele que começa quente – bem quente na verdade – mas que exatamente por esse motivo… ao longo do tempo este começa a esfriar mais rapidamente do que um namoro (fadado ao fracasso) que teve seu inicio com temperaturas amenas. Pode ser interessante sob alguns aspectos, mas tem vida curta e costuma terminar sem grandes problemas ou outras reações exotérmicas.

NAMORO ASSIMÉTRICO
Namoros assimétricos são facilmente confundidos com os namoros relativísticos, mas diferença está no fato de que nesse caso ambos os integrantes tem consciência de realmente existe um relacionamento. Porém!! Porém um deles se dedica mais ao namoro e sua manutenção que o outro. Esse tipo de configuração sempre gera atritos entre o casal e diminui as taxas de auto-estima de um dos integrantes até níveis insuportavelmente baixos e perigosos.

NAMORO BURACO-NEGRO
Um caso particular do namoro assimétrico é o namoro buraco negro. Nesse caso a assimetria é de proporções astronômicas e o integrante sujeito a essa singularidade se vê preso a seu par. Outra característica desse tipo de namoro é que não importa quanto o sujeito não-singular se dedique a suprir a demanda astronomicamente alta de atenção/favores/frescuras de seu par… estas nunca serão suficientes!
Pessoas sujeitas a esse tipo de relacionamento tendem a não enxergar possibilidades de mudança e tem suas noções de tempo e espaço completamente distorcidas.

### UPDATE 26/06/2010 – Versão tirinha desse post: QCD 011 – Classificações físicas de namoros problemáticos ###

Bem, por enquanto é isso pessoal! Se identificou com algum desses namoros??

Não? Perfeito! Meus parabéns! =D

Sim? Hummm… Então é hora de começar a avaliar melhor se esse namoro vale a pena ou não e acima de tudo, o mais importante… descobrir se ainda dá tempo de devolver o presente que comprou pra ela(e)!!!

=/

Aos sobreviventes: feliz dia dos namorados antecipado! ^^

PS: Conhece mais algum tipo de namoro problemático?? Compartilhe!




34 especialistas já comentaram!

  1. Pô QF, vc podia falar de namoros q dão certo!!!! Véspera de dia dos namorados, romantismo e essas coisas que fazem a vida parecer mais bonita!!!

    P.S.: Feliz dia dos namorados a todos!!!!

  2. Caveira

    UFA!!! Felizmente o meu namoro (que já dura 17 anos) não se encaixa em nenhuma das alternativas acima.

    Mas acho que é porque ela curte filosofia e eu curto física. Só uma filósofa para aguentar um físico! E vice-versa…

  3. Ruvânia

    Qf, eu vou pensar que, quanto a namoros, vc é um grande observador… Não vou pensar que vc assimilou todo conteúdo do post por experiência… huahuahuahaua

  4. Diogo

    Bom, eu como nerd e solteiro vou passar o dia dos namorados estudando pra minha prova da Etec…

  5. Tem o namoro ligação covalente, onde um dos elementos do casal é compartilhado com outra pessoa uuashehahuh

  6. QF

    @Michele Ahhh só estou fazendo um serviço de utilidade pública! ^^
    Avisando dos riscos de estar num relacionamento desses…

    @Caveira 17 anos? Caramba!!!
    Filósofa e Físico? Hummm, parece combinação boa mesmo! =D
    A minha é Química e ta me aguentando bem! =D

    @Ruvânia É exatamente isso… é de ficar escutando histórias por ai! Dai, sei lá pq… sempre relaciono elas com física! ^^

    @Diogo Veja pelo lado bom… você não está em nenhum relacionamento problemático! ^^ E nem gastou dinheiro…

    @Fábio Crestani “Tem o namoro ligação covalente, onde um dos elementos do casal é compartilhado com outra pessoa uuashehahuh”
    UHAUHAUHAHUAHUAUHAUHAHU FO-DA!!!!

  7. Concordo com o Fábio,

    Namoro Covalente, é aquele namoro que envolve 3 elementos, 2 que juntos são instáveis, e o terceiro que vem suprir essa instabilidade. Normalmente este terceiro elemento pode ser uma amiga, amigo, mãe, pai, sogra, sogro, primo, irmão, amante, cachorro, amigos imaginários e esquizofrênicos em geral =/, mas de fato, se não fosse esse terceiro elemento… A relação não existiria.

    Pior que as vezes apenas 1 pessoa vê necessidade do elemetro extra!!! ¬¬”

    =P Sim… por experiência de vida =/

    — === —

    QF, hilário o Post =P, nunca vi alguém retratar tão bem, e abranger tanto os relacionamentos xD

    E sobre confudirem físicos com psicólogos… acontece isso comigo também, mas no caso sou analista de sistemas…

    creio que devido a profissão, temos facilidade de analisar situações, entende-las, descobrir o que está errado, e pensar em uma breve solução… Mesma coisa que um psicólogo faria =P, então… Somos bons nisso \o

    T+ =D

  8. azucre

    Eu namoro uma psicóloga… Só assim pra aguentar o curso de física

  9. fuinha

    o lema da minha rep nesse dia dos namorados é “solteiros do mundo, uni-vos!”, entao vamos fazer fondue com os amigos^^
    uma excelente relaçao de amor e amizade, sem traumas e neuras…

  10. Eu tenho trauma de fondue =D, minha ex namorada utilizou o garfo para demarcar que não queria mais me ver ^^ =P

  11. Nicolas

    Post clássico! Post clássico! Coloque ele nos clássicos QF!

  12. Nicolas

    Nunca vi um humor tão didaticamente engraçado!

  13. Natália

    muiiiiiiito boa…..mais bem q podia rolar um satirizando os bons namoros…….hhehhehehehdeve ter alguma expreção quantica ai…….hehehheheheh
    felizmente meu namoro não é nenhum desses^^

    Feliz Dia Dos Namorados!!!!!!!!

  14. Natalia Eyer

    COMO PÕE FOTO?????

  15. Alberto L.

    Declaro um novo tipo de namoro: o de Schrödinger. D:

  16. Bruno Z.

    Sensacional! Nossa, nunca pensei em descrições tão precisas e exatas para esses fenômenos!
    E o namoro tipo “entrelaçamento quântico”? Não conta? hehe (não que seja exatamente um namoro problemático… mas… enfim, vc entendeu.)

  17. Faok

    Putz…
    eu me reconheci em alguns desses… =X

    foda isso…
    pelo menos hoje estou num estado de energia que não permite namoros… XD

  18. QF

    @Raphael Cara!! Você não podia ter definido “a coisa” melhor!
    Ficou demais!! =D Vou até adicionar esse ao post!

    @Azucre Uauhuhahua… será que somos tão pentelhos assim? Heheheh

    @Fuinha Você sabe que fondue pode ser instável nesse tipo de situação né?
    Ou você está tramando algo mesmo?

    @Raphael =o Medo! Demarcar com… garfo?? Qtos ptos você levou???

    @Nicolos UHahuuhauha boa ideia!! Colorarei! ^^

    @Natália Ahhh vamos deixar os bons namoros quietinhos… eles podem ter equilíbiro instável em relação a críticas! HUuhauhauhauha…

    Para colocar fotos, vá nem gravatar.com, faça um registro, coloque a foto e na hora de comentar aqui, use o mesmo e-mail que vc fez o registro lá e pronto!

    @Alberto L. ^^

    @Bruno Z. Pooo eu acho que esse namoro é problemático sim… Pra se poder “trabalhar/operar” com um dos pares você precisa necessariamente de citar o outro. É um grau de dependencia muito elevado.

    @Faok Um viva para os estados não-acoplados!! =P uhauhauhauhuha

  19. Ela meio que virou pra mim e falou que queria terminar… levantou o garfo e gritou… “NÃO INSISTE”, mesmo eu nunca tido insistido em nada –‘, olhei para cara dela, falei, OK (meio gaguejando de medo), e fui embora o.o’

  20. Nicolas

    Que é isso, QF? estados acoplados é o que há! =) Não precisa necessariamente de uma ligação covalente para estar acoplado, bastar ter energia de ativação se é que você me entende…

    Há! QF, lembra daqueles comentários sobre relógios? Que o digital está certo uma vez por dia e que o tradicional duas vezes?

    Lanço minha frase: ” um relógio seja ele digital ou analógico em condições ideais de pressão em temperatura, embarcado em um avião que possa percorrer a terra com velocidade de mesmo módulo e sentido contrário a órbita terrestre, estará certo o tempo todo!”

    Bota ela nas aleatórias! =)

  21. Fernanda

    Huahuahua! Muito bom!
    Concordo com o Nicolas! Post clássico!!!

  22. Faok

    @Nicolas: Mas seu avião terá que estar calibrado para compensar as variações características do relógio em questão.

  23. Seu post foi citado no meu Blog.

    Passa lá conferir.

  24. Nícolas

    Supondo um avião ideal Faok! Que não sofra variações na velocidade devido ao atrito e intensidade da gravidade terrestre com a altitude.

  25. Mauricio Nestor

    Se uma namorada cair do alto de uma floresta e não tiver ngm por perto ela vai fazer barulho????

    Ok. eu poderia ter ficado quieto, mas nãããããããão :P

  26. Faok

    Namoradas ideais* caindo no vácuo não fazem barulho…

    mas bem que tentam te xingar por vc ter deixado ela cair…

    *A aproximação para uma namorada ideal esférica não funciona nesse caso… então tem que ser apenas namoradas ideiais…
    [olha eu recebendo reclamações… XD]

  27. QF

    @Raphael Que medo dela!! No final das contas então.. o vc saiu fonduedo! UHuhauhauha Sacou sacou sacou??? Fonduedo Fondido…
    Piadinhas infames HUuhauhauha

    @Nicalos Depende do tipo de acoplamento, isso que quis dizer. Se é tipo emaranhamento acho prejudicial heheheh

    Mas de novo, é relógio digital ou analógico? UHuhauhauh
    Outra, estão fazendo correções relativísticas?

    @Fernanda! Colocarei! Pode deixar!
    Vou dar uma reformulada naquela área…

    @Ezequiel Valeu pela divulgação!! =D

    @Maurício e a floresta! HUahuhuahua…
    Acho que nunca vamos nos livrar dessa questão! UHahuuha

    @Faok Aproximar namoradas ideais pra esferas… deve, no mínimo, deixá-las MUITO P*TAS DE VIDA!!!

  28. Nícolas

    Há uma aparente contradição metodológica no experimento da namorada, pois o que são namoradas ideais? Uma esfera voluptuosa de carne ao estilo renascentista, ou uma mulher de carnes bem definidas como as curvas de uma pista de fórmula 1?

  29. QF

    @Nicolas HUuhahuahua dai vai depende dor seu referencial temporal.
    Só sei que se eu chegar pra minha namorada e falar: “amor, vou te aproximar pra uma esfera, tá?” Não devo sobreviver pra contar o resultado aqui…
    HUhuauhauhahuahu

  30. Nicolas

    A pergunta que não quer calar: a namorada ideal deve gostar de playstation?

  31. QF

    @Nicolas Depende de 2 coisas:
    1. Você achar que a namorada ideial deve gostar ou não. Afinal, pode ter pessoas que não curtem e ter uma namorada que curte só resultaria em atritos
    2. Você ter um ps ou não.
    ^^

  32. Everson

    Namoro Assimétrico, acontece sempre comigo..

    :s

  33. Giselle Hannah

    O Namoro Relativístico já aconteceu comigo…sinto pena do garoto…mas o que eu podia fazer??? Afinal, iria terminar em um paradoxo de qualquer jeito.

  34. Ndito

    Bem nao sei que tipo d namoro tenho, sempre me separo e depois voltamos, ha 8 anos assim. Aranjo uma segunda miuda e me apaixono, vivo algo super diferent, mas logo que tou inseguro recuo, ela e minha vizinha si calhar voltams por isso. o namoro e d infancia, sera que tem futuro ou devo partir? Mas d 40 separacoes.

Faça um comentário...

*Atenção! Letras pequenas! Aviso importante: O sistema de comentários do Efeito Ázaron é um espaço para os leitores publicarem suas opiniões e comentários relacionados ao conteúdo. Todo e QUALQUER texto publicado nos comentários por terceiros não reflete a opinião do site e é de exclusiva e integral responsabilidade do leitor que o escreveu. Ao comentar aqui, o usuário concorda que SEU texto é de SUA responsabilidade, e não do site.

Theme by Anders Norén